Acampamento Fralkes - Informações, notícias e babados!


Bom dia, caros leitores. Aqui vos fala a mais nova redatora de notícias do jornalzinho bruxo preferido de vocês, o Profeta Diário, é claro. Me chamo Davina Laforet e é com muito prazer que venho trazer essa notícia para vocês.

Como a grande maioria já sabe, nestas últimas férias de verão aconteceu a segunda edição do Acampamento Fralkes, o qual vem fazendo um grande sucesso entre os bruxinhos. Como o Acampamento, este pertencendo ao parque Hopi Bruxo, tem sido muito comentado entre os jovens, decidimos que ele merecia um destaque em nosso jornal. Pois bem, vamos aos fatos. 




O parque Hopi Bruxo, localizado no continente americano, de forma mais específica no Brasil, sempre foi muito famoso pela diversão que proporciona as crianças, adolescentes e até mesmo aos adultos. Com tudo, a iniciativa de criar um acampamento de férias para os mais jovens bruxinhos foi tão genial e bem sucedida que tivemos esse ano a segunda edição (a qual, pelos comentários de alguns pequenos Laforet's pela mansão, foi excepcional!).

O acampamento este ano, segundo informações, estava repleto de atividades programadas para o entretenimento dos campistas deste ano, como por exemplo: Arquerismo, Corrida de Vassouras e Jogo de Quadribol. Estas foram as principais atividades que os instrutores do acampamento Fralkes planejaram para as crianças - sem contar na famosa visita ao parque Hopi Bruxo onde todos puderam se aventurar nos melhores brinquedos.



Para que eu pudesse realmente ficar por dentro de tudo o que aconteceu no acampamento e poder contar para vocês, conversei com algumas crianças que estiveram presentes, outras simplesmente consegui contato por coruja e é claro, o mesmo se repetiu com alguns pais que mandaram seus filhos para lá.  As crianças entrevistadas mostraram certa animação ao falar do acampamento, uma vez que o mesmo trouxe à elas entretenimento e diversão, deixando todo o tédio que sentiam por não ter o que fazerem nas férias para trás. No entanto, nem tudo foi exatamente diversão.. Segundo relatos de uma das Laforet's presentes, quem realmente se deu bem nas atividades programadas pelos instrutores foi a criança prodígio (PD já apelidou assim, sorry sociedade) da família Laforet/Van Rousset, Gabrielly L. Van Rousset, a qual possui apenas cinco anos de idade (é, pois é).

"Atualmente os menores é quem estão se dando melhor nas atividades. Minha prima de cinco anos deu um baile em todo mundo. Contrangedor perde para aquela pirralha (...) Participei também de uma corrida de vassoura, da qual perdi por muito pouco para uma criança, deprimente." (Fala de Rebeca L. Van Rousset, campeã da atividade de arquerismo, sobre Gabrielly)

No entanto, os relatos da pequena Lancastter, também campista nesta segunda edição do Acampamento Fralkes, não foram os melhores.. 
"Eu resolvi participar da corrida da vassoura em um dos meus últimos dias. Na verdade, eu nem sei porque eu resolvi participar já que nem ao menos sei voar. Ideia idiooota! (...) Eu estava voando e tinha um garoto extremamente idiota que vivia batendo em mim com sua vassoura e isso aconteceu durante toda a corrida (...) Eu cai três vezes da vassoura, TRÊS VEZES!! Sem falar no banho que levei de uma estátua doidinha (...) Para piorar meu último tombo foi na frente de todo mundo que estava presente no acampamento (VERGONHA!!). Entrei voando totalmente descoordenada pelo refeitório - o qual devo dizer é uma ponto de largada e de chegada bem idiota também - e voei de minha vassoura que bateu contra parede (...) Passei por cima de várias mesas e cai no chão em cima do meu braço já machucado. Resumo da história: Perdi para uma criancinha de cinco anos e ganhei um braço quebrado." (Vice campeã da atividade de arquerismo, Ashley Van R. Lancastter sobre sua experiência na corrida de vassouras)


Ainda assim, todos os campistas afirmaram que se divertiram, mesmo com alguns impasses. Já sobre a segurança e cuidados dos instrutores e acampamento em geral, os campistas presentes afirmaram que tudo acontece de forma muito correta. Os pequenos são bem cuidados, claro que estes possuem uma atenção redobrada porém, os maiores também não ficam "a ver navios". Uma das campistas afirmou que em todas as atividades os instrutores estavam presentes e que sempre estavam por perto caso alguém precisasse.
Todavia, o mais interessante de tudo, chegou aos meus ouvidos informações realmente valiosas. Uma fonte anônima, a qual não quis ter seu nome revelado, afirma que houve uma festinha de despedida na última noite do acampamento, onde aparentemente não havia sequer um instrutor. Nessa festa estavam presentes ninguém mais e ninguém menos que dois dos filhinhos da nossa querida Ministra da Magia, Kristin D. Lancastter e Arthur D. Lancastter - ambos totalmente embriagados. Segundo minha fonte anônima, a queridinha - e até dias atrás, sumida - filha da ministra, Kristin, vomitava por todos os cantos da floresta, local onde ocorrera a festa e Arthur, de tão bêbado que estava, beijou VÁRIAS árvores achando que eram garotas e como se não bastasse, gritou aos quatro ventos o nome de nossa querida diretora da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Angelique Van Rousset. O que ele queria com nossa diretora nós desta redação - ainda - não sabemos. Quem sabe seja um amor reprimido sendo revelado depois de muito álcool? hihi (O que será que Angelique pensa sobre isso? E a.. Eu daria tudo para ver a cara da nossa Ministra ao ler essa reportagem hihi)



Já os pais, ao serem questionados sobre o que pensavam sobre essa iniciativa do Hopi Bruxo responderam, em outras palavras, que a criação do acampamento havia sido muito importante, levando em consideração principalmente o fato de não existir nada parecido antes, nem mesmo nada voltada para as crianças bruxas durante suas férias escolares. Sobre as possíveis influências que o acampamento pode trazer as crianças que participam e opinião sobre o mesmo, Angelique Van Rousset, uma das mães entrevistas, destacou:

"Acredito que em sua maioria influências bastante positivas e a possibilidade de interagir com pessoas novas e de outras famílias, o que acaba gerando uma união maior no mundo bruxo a começar pelas suas crianças (...) O Hopi Bruxo por si só já é uma boa contribuição ao mundo bruxo considerando-se que é o primeiro parque inteiramente mágico já aberto e o Acampamento Fralks, realizado por ele, se mostra uma atração não só bem interessante como também importante para que desde cedo os preconceitos pelas nossas diferenças - sejam elas em relação á pureza de sangue, raça, posição social ou qualquer outra - possam ser combatidos e minimizados. Qualquer coisa que possa exercer um papel assim precisa ser incentivada e apoiada sempre." (Fala de Angelique Van Rousset)

"Eu gostaria de agradecer ao Hopi-Bruxo por cuidar dos meus filhos e sobrinhos, proporcionando diversão na vida dessas crianças e espero que vocês continuem com esse trabalho, melhorando mais ainda o que já fazem de bom." (Fala de Cammily Van R. Laforet, uma das mães que também foram entrevistas, agradecendo o trabalho realizados com seus familiares)

Podemos perceber, com base nos relatos - mesmo alguns sendo um tanto polêmicos - que a iniciativa do parque trouxe muita diversão, alegria e entretenimento para a criançada, sem falar na possibilidade de conhecer pessoas diferentes e a socialização até mesmo dos mais jovens. 

Bom, é isso amigos leitores. Essa foi a notícia relâmpago sobre o Acampamento Fralkes e alguns de seus acontecimentos. Até a próxima, beijinhos da tia Dav.



Share on Google Plus

About Giovanna Luiza

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário